Abelhas solitárias em fragmentos florestais de São Paulo


As comunidades de abelhas têm sido estudadas por vários métodos, mas principalmente, pela coleta nas flores com redes entomológicas. Entre os métodos adicionais está incluído o dos ninhos-armadilha (= NA) o qual consiste na oferta de cavidades artificiais na natureza. Abelhas que utilizam cavidades preexistentes, ou seja, que não escavam o substrato para construir o ninho, ocupam estes orifícios artificiais para nidificar. Devido à eficiência deste método de amostragem, os NA revelaram-se muito úteis para inventariar e comparar a diversidade de abelhas solitárias em determinadas áreas e também para obtenção de dados biológicos sobre as espécies mais abundantes.